o que é gestão administrativa

Gestão Administrativa: O que é, como trabalhar na área e quanto ganha

Se o gestor não planeja a rotina da empresa, não tem controle sobre as atividades diárias e uma visão integral dos processos, dificilmente o negócio terá sucesso.

Mercado, clientes, colaboradores, tecnologia, insumos… tudo isso precisa estar alinhado e faz parte do escopo da gestão administrativa.

Mas afinal, o que é isso? O que faz um gestor administrativo e qual é o perfil necessário para trabalhar nessa função?

O que é gestão administrativa?

Por mais óbvio que pareça, gestão administrativa é todo e qualquer processo que envolva a administração de uma empresa. 

É a área que toma conta dos negócios e mantém em dia o funcionamento das operações, dos colaboradores e processos, garantindo que a empresa atinja seus objetivos globais.

Mas não é só: para ser bem feita, a gestão administrativa faz com que tudo aconteça com o mínimo possível de esforços, gastos, desperdício de recursos e no menor prazo.

Afinal, empresas são como máquinas complexas: para funcionarem bem, é necessário que cada peça – ou setor – esteja adequado, funcionando corretamente e de forma coordenada.

Nesse sentido, a gestão administrativa tem duas principais palavras que a conduzem: a organização e o planejamento estratégico. Sem elas, nenhum negócio consegue prosperar.

14 princípios da gestão administrativa

No começo do século XX, Henri Fayol apresentou e discutiu 14 conceitos gerais sobre administração de empresas. 

As ideias do engenheiro serviram de fundamento do modelo administrativo que hoje se enraíza na maioria das corporações.

Veja quais são os 14 princípios:

1) Divisão de trabalho

É fundamental que a empresa tenha funcionários especializados em todas as áreas e, assim, garantir uma maior eficiência do trabalho, aumentando a produtividade da empresa em razão do conhecimento, técnica e eficiência empregados.

2) Autoridade e responsabilidade

Além de autoridade para gerir os funcionários, os gestores precisam atuar com responsabilidade. Somente assim os funcionários irão acatar as ordens dadas.

3) Unidade de comando

Cada colaborador deve receber orientações de uma única pessoa para manter a clareza dos direcionamentos, respeitando a hierarquia da empresa. 

4) Unidade de direção

A empresa deve ter um único direcionamento, alinhada com todos os colaboradores, buscando o mesmo objetivo. É importante que isso fique claro para todos e, para isso, um planejamento estratégico ajuda muito. 

5) Disciplina

Regras de conduta, como assiduidade, respeito e obediência, devem ser estabelecidas para que os funcionários saibam como devem se portar e manter a ordem dentro da organização.

6) Prevalência dos interesses gerais

Cada colaborador deve entender que os interesses da organização são mais importantes que os interesses individuai para que um objetivo maior seja alcançado. 

7) Remuneração  

Deve ser equitativo e, tanto quanto possível, satisfazer, ao mesmo tempo, ao pessoal e à empresa.

8) Centralização e descentralização

Serve tanto para as autoridades como as atividades. O líder carrega a responsabilidade, mas pode dividi-la e delegá-la em subgrupos (descentralizando) para que todos possam realizar adequadamente seus papéis. 

9) Hierarquia

A necessidade de haver superiores e colaboradores serve para tornar claro quem dá as ordens, mas, mais que isso, mostra uma cadeia que deve ser seguida, por ordem de autoridade, e um caminho de crescimento para quem deseja chegar ao topo.

10) Ordem

Cada coisa e pessoa deve ter um lugar específico e determinado dentro da estrutura  empresarial, visando manter a organização e o bom andamento das atividades. 

11) Equidade

Combinação de vontade com justiça. Os líderes devem inspirar um senso de lealdade e cooperação para com a empresa, gestores e colegas.

12) Estabilidade

A rotatividade de funcionários tem consequências para a empresa, por isso, é ideal é manter os profissionais, que vão adquirindo experiência e aderindo aos objetivos da empresa.

13) Iniciativa

Cada colaborador ou unidade deve ter capacidade para estabelecer e executar planos, como se fossem micro metas dentro e alinhados aos macro objetivos da empresa. 

14) Espírito de equipe

Todos devem ter consciência de classe, entender que o trabalho é feito em conjunto e que juntos é possível proporcionar melhores resultados.

Perfil para trabalhar com gestão administrativa

Como você leu acima, existem muitas regras para se fazer uma boa gestão administrativa em uma empresa e o responsável por isso precisa ter (ou aprender) algumas características e habilidades para executar essa função. Veja:

  • Boa comunicação: é essencial que as regras dos processos administrativos sejam transmitidas de forma clara e compreensível para todos os colaboradores. Caso, você tenha dificuldade com esse ponto, basta procurar um profissional especializado em se comunicar
  • Organização: lidar com o dinheiro de outras pessoas não é uma tarefa fácil e exige muita responsabilidade. Por isso, é importante ter tudo registrado de uma maneira estruturada e estratégica
  • Facilidade com números: lidar com orçamentos, custos, lucro e corte de gastos requer afinidade com a matemática. Não precisa exatamente gostar, mas não há como escapar deles, então, quanto mais proximidade tiver, melhor
  • Raciocínio ágil: analisar, reconhecer, prevenir e solucionar os problemas da empresa requer habilidade de raciocínio e ele precisa ser ágil, para que a ação seja tomada o quanto antes e mantenha a eficiência da empresa
  • Liderança: ter um espírito de gestor é fundamental, para isso, precisa saber se posicionar, passar autoridade, mas sem ser desrespeitoso para conduzir os colabores na mesma direção.

O que faz um gestor administrativo?

Falamos muito sobre os princípios da gestão administrativa e até do perfil para trabalhar na área. Mas, afinal, o que faz um gestor administrativo?

Ao profissional responsável pela organização funcional de uma empresa compete estabelecer e controlar procedimentos administrativos. Na prática, ele exerce funções como:

  • Analisar e conhecer os problemas da empresa;
  • Refletir sobre diferentes cenários para se prevenir de problemas;
  • Enfrentar e trazer soluções para problemas;
  • Organizar recursos financeiros;
  • Exercer boa liderança em situações de dificuldade e nos processos diários, mantendo-se positivo;
  • Apresentar quais são os processos administrativos que todos os funcionários devem seguir;
  • Monitorar os processos internos que estão aquém do necessário e apresentar soluções;
  • Motivar as pessoas para que os processos administrativos sejam cumpridos.

A formação mais comum e exigida para atuar na área é a graduação em Administração de Empresas. No entanto, profissionais com outras formações e experiências podem se capacitar para atuar na gestão administrativa também.

Quanto ganha alguém que trabalha com gestão administrativa?

Você se identificou com o perfil e gostaria de ter as responsabilidades de um gestor administrativo? Então, veja que vale a pena investir na carreira.

Segundo o site Vagas.com, um dos grandes portais de empregos do país, o salário inicial  de um gestor administrativo é de R$ 1.914,00. No entanto, a média brasileira é de R$ 3.243,00.

O mais interessante é que, quanto mais experiências e conhecimento o profissional tiver, maior a possibilidade de crescimento. O salário pode chegar a R$ 5.686,00 – e até passar, dependendo do tamanho da empresa em que você atuar.

Comparando com outras funções semelhantes, o salário do gestor administrativo é maior.

Para assistente administrativo e cargos relacionados, a média salarial fica em torno de R$ 1.500, e auxiliar administrativo, em R$ 1.322

Carreira desafiadora

O maior objetivo de um gestor administrativo é aumentar a produtividade e, por razões óbvias, a lucratividade da empresa. Por isso, todos os colaboradores são dependentes de um bom trabalho nessa área. 

É ou não uma profissão desafiadora? Sabendo adotar os princípios e desenvolvendo as habilidades descritas acima (para as quais há cursos online acessíveis e completos), tem tudo para ser uma grande oportunidade profissional.

Quer receber mais conteúdos como esse gratuitamente?

Cadastre-se para receber os nossos conteúdos por e-mail e turbinar seus estudos!

Email registrado com sucesso
Opa! E-mail inválido, verifique se o e-mail está correto.

Fale o que você pensa

O seu endereço de e-mail não será publicado.