erros mais comuns em entrevistas de emprego

11 erros mais comuns em entrevistas de emprego + Como evitá-los

Quando o assunto é entrevista de emprego, tanto ou mais do que saber o que fazer, é fundamental saber tudo aquilo que NÃO deve ser feito.

Mesmo as pessoas mais experientes e cheias de habilidades nem sempre sabem como se vender para os recrutadores.

É muito fácil cair em armadilhas – muitas vezes propositais, ainda mais quando o nível de competição for alto. Aí, são os detalhes que serão decisivos.

Por isso, se você está procurando uma nova oportunidade de emprego ou tem uma entrevista por vir, é importante pensar sobre suas técnicas em uma entrevista.

A melhor maneira de evitar os erros é chegar lá na hora já sabendo o que falar e o que evitar. Pensando nisso, listamos 12 erros mais comuns em entrevistas de emprego e como evitá-los.

1) Chegar atrasado

É um dos erros mais graves que podem ser cometidos em uma entrevista de emprego, de acordo com a maioria dos entrevistadores e especialistas em seleção.

Chegar atrasado na sua entrevista demonstra, antes mesmo de você ouvir a primeira pergunta, falta de seriedade e profissionalismo. Justamente duas das características mais requisitadas pelas empresas.

É claro que imprevistos acontecem, o ônibus pode atrasar, haver um bloqueio no percurso ou estragar o carro.

Mas para evitá-los ao máximo, procure conhecer o local onde será a entrevista e planeje previamente a melhor rota.

E a principal e velha dica, que nunca custa lembrar: saia de casa cedo! É melhor ficar esperando no local da entrevista, mas garantir o horário, do que chegar atrasado e apresentar desculpas.

Aliás, não são todos os entrevistadores que aceitam candidatos que chegam atrasados. A maioria simplesmente cancela e passa outras pessoas presentes na frente.

2) Não saber nada (ou quase nada) sobre a empresa

Caso você não esteja preparado para responder à questão: “O que você sabe sobre nossa empresa?“, pode se preparar para receber uma resposta negativa ao final da seleção.

Conhecer informações básicas da empresa, que devem estar bem acessíveis em seu site, é o mínimo necessário.

Mas somente isso não basta. É importante pesquisar a cultura da empresa, bem como os desafios que ela está enfrentando atualmente e quais são seus objetivos.

Respostas e perguntas bem feitas demonstram que você fez sua lição de casa e está realmente interessado no emprego.

Além disso, saber mais da empresa pode te ajudar a definir o que vestir para a entrevista (se ela for presencial). Afinal, chegar de gravata numa start up “estilo Google” ou de All Star numa multinacional pode causar má impressão logo que você pisar no local.

3) Informações do seu currículo não batem com o que você diz

Essa tática é uma das mais fáceis de serem desmascaradas pelos experientes entrevistadores.

A empresa exige “inglês avançado, mas só sabe o básico? Diga a verdade! Se realmente precisaram da fluência no idioma, procure outra vaga, procure outra empresa.

Porque mesmo se você conseguir “enganar” e passar pela entrevista, depois pode ser ainda pior.

Imagine ser contratado e depois a empresa descobrir que você na verdade não tinha os atributos necessários?

Quanto mais tempo a mentira permanecer, mais energia será necessária para mantê-la e pior será a repercussão quando ela acabar.

4) Mau humor e negatividade

“Fale sobre o seu atual (ou antigo) emprego”.

Esse é um dos testes mais comuns feitos pelos avaliadores durante a entrevista, com o objetivo é avaliar a sua maturidade e profissionalismo.

Frustrações e conflitos surgem em todas as organizações e o entrevistador precisa saber se você é capaz de lidar com isso caso isso aconteça na empresa para a qual você está se candidatando.

Muitas pessoas acabam sendo negativas sobre o seu trabalho. Falam mal do chefe, emitem opiniões e contam detalhes, muitas vezes, internos do emprego anterior.

E exalam mau humor! O que é um grande erro.

A principal dica é ser profissional e direto e não se prender ao que passou. Se lhe for perguntado durante a entrevista de emprego o motivo pelo qual você saiu do emprego anterior ou por que deseja sair, diga a verdade de forma clara e sem julgamentos.

Foque a resposta no fato de que você está buscando uma melhor oportunidade, algo que se encaixa mais nos seus planos e que lhe traz melhores perspectivas.

Afinal, na maioria das vezes, esse é realmente o motivo pelo qual a maioria das pessoas quer mudar de emprego.

5) Dar respostas que são clichê

Pode não parecer, mas esse é um dos erros mais comuns em entrevistas de emprego.

Muitas pessoas que se preparam para as entrevistas acabam se apropriando de clichês – e até decoram algumas respostas “bonitas”, o que acaba sendo percebido pelos recrutadores.

Existe uma lista de coisas que os entrevistadores estão cansados de ouvir, de tanto que foi repetido, e porque, muitas vezes, demonstra um certo exagero e até desespero por parte do candidato.

Conheça alguns desses clichês para evitar dizer na entrevista de emprego:

  • Tenho capacidade de trabalho em equipe
  • Posso fazer tudo
  • Consigo me adaptar a tudo
  • Sou perfeccionista
  • Sou viciado em trabalho
  • Tenho boas capacidades de liderança
  • Sou dinâmico

Ao invés de usar essas frases prontas, opte por focar em suas verdadeiras qualidades e dar exemplos de atitudes que você já tomou em sua carreira.

Seja verdadeiro e não tente mascarar defeitos usando ambiguidades – como o “perfeccionismo”.

6) Comunicar-se de maneira confusa

Ter um discurso impreciso e se contradizer ao longo da entrevista de emprego são sinais de despreparo por parte do candidato.

De acordo com os especialistas nessa área, o entrevistado que mostrar vago ou incoerente demonstra que ou ele não domina seu currículo e sua própria história, ou que está mentindo.

Ambas as hipóteses não pegam nada bem perante o entrevistador!

Entrevista de emprego nada mais é do que um teste durante o qual você deve mostrar o seu melhor. Por isso, seja formal, seja educado, procure articular bem as suas frases e seja coerente.

Não use aquela velha tática de “falar, falar e não dizer nada”. Lembre-se que os recrutadores são treinados para identificar o seu conteúdo e o seu potencial.

7) “Você tem alguma pergunta?”

“Hummm… Não.

Jamais responda isso! Ao invés de demonstrar conhecimento sobre a vaga e a empresa, você estará revelando além de falta de preparo, uma tremenda falta de interesse.

Mais do que isso, fazer as perguntas certas pode fazer toda a diferença na impressão que você vai causar aos entrevistadores. Ao saber o que perguntar, também mostra proatividade e desejo pelo emprego.

Se você ficar inseguro e tiver medo de esquecer, pode levar as suas perguntas anotadas. Isso demonstrará organização e que você se preparou para a entrevista.

A seguir, veja algumas sugestões de perguntas a serem feitas:

  • Quais são os maiores objetivos para quem ocupar esta vaga
  • Quais as possibilidades de progressão de carreira?
  • Como é um típico dia de trabalho nesta posição/neste setor?
  • Quem faz parte da equipe?
  • Quais as maiores vantagens de trabalhar nesta empresa?
  • Quais os valores mais importantes da cultura da empresa?
  • Quais são os maiores desafios nesta vaga e na empresa em geral?

São questões que, além de mostrar seu interesse na vaga, demonstra que você quer saber se você tem o perfil que eles buscam bem como se a empresa também poderá atender ao que você almeja.

8) Falar demais

  • Qual é a sua principal experiência neste ramo?
  • Quando eu nasci, lá na década de ….

O entrevistador não precisa e não quer conhecer a história completa da sua vida. É importante ater-se às perguntas e dar respostas completas, mas curtas e objetivas.

Enfatize as suas qualidades em relação ao cargo pretendido, mas não seja prolixo nem exagere nos adjetivos.

Caso queira saber mais alguma coisa, o recrutador irá lhe perguntar. Portanto, não se antecipe e não seja um tagarela.

Falar demais é um dos erros mais comuns em entrevistas de emprego, mas o contrário também merece lugar nessa lista:

9) Falar pouco

Assim como falar demais pode te prejudicar na hora da entrevista de emprego, falar pouco também pode.

Como o entrevistador vai te conhecer, se você apenas responder “sim” ou “não”? E como você vai “se vender” e destacar suas qualidades se não se comunicar?

Assim, mesmo que você não seja tímido ou não goste de falar muito, deve responder por inteiro as perguntas feitas, da forma mais explícita possível, sempre indo direto ao ponto.

10) Se vangloriar demais (e esquecer do esforço dos colegas)

Entrar em uma entrevista com uma postura arrogante é um dos erros mais graves referidos pelos recrutadores.

Demonstrar que sabe tudo, se vangloriar demais por experiências suas, se gabar por feitos que foram realizados em grupo ou usar virtudes quando lhe pedem para mencionar os seus principais defeitos são erros desse tipo que pegam muito mal.

Portanto, quando o entrevistador lhe pedir para “falar um pouco sobre você mesmo”, fale sobre o que você é capaz e o que lhe interessa de acordo com a vaga para a qual se candidatou.

Afinal, o objetivo da pergunta é saber, além das suas capacidades e interesses, se você consegue sintetizar informação e responder rapidamente a uma situação.

Como essa é uma questão que cai em quase todas as entrevistas de emprego, procure treinar a resposta com antecedência – o suficiente para conseguir respondê-la rapidamente, de forma consistente e que não pareça decorado.

11) Falta de honestidade

O entrevistador faz uma pergunta que você não sabe responder. Como você reage?

Se você tentar responder mesmo assim, pode acabar sendo evasivo ou, então, mentindo.

Ambas, desonestidade ou evasão, são erros recorrentes e que podem arruinar a sua chance de conquistar a vaga.

Portanto, evite a desonestidade quando não souber a resposta. Seja sincero e diga que não sabe, sem se desculpar muito e mantendo o interesse no assunto.

Honestidade é bom e todo mundo gosta, não é?

Não esqueça: seja você mesmo!

Anotou as dicas? Se preparou bem? A entrevista de emprego acabou e… você não tem a mínima ideia de como se saiu?

Respira e não pira.

Nos dias seguintes, se possui um e-mail, envie uma nota curta de agradecimento, pelo tempo, atenção e cordialidade dispensados à você durante a entrevista, lembrando, discretamente, de reafirmar seu interesse em fazer parte daquela empresa.

Por fim, mesmo que você não tenha agradado ou tenha escorregado em algum ponto durante o encontro, não leve como algo pessoal. Você pode não se encaixar no perfil que estão buscando ou, simplesmente, havia alguém melhor para a função.

No mínimo, você terá tido uma boa oportunidade e acumulará experiência para a próxima entrevista.

Ao menos, com a leitura desse artigo, você poderá evitar os erros mais comuns em entrevistas de emprego.

Quer receber mais conteúdos como esse gratuitamente?

Cadastre-se para receber os nossos conteúdos por e-mail e turbinar seus estudos!

Email registrado com sucesso
Opa! E-mail inválido, verifique se o e-mail está correto.

Fale o que você pensa

O seu endereço de e-mail não será publicado.